Tibet Mountain

moisesescalada@yahoo.com.br - Tibet Mountain
https://www.facebook.com/tibet.mountain.7u


Fone: 051-98364119

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

``Roubo de equipamentos de escalada``

Olá Galera tudo bem?
Galera no Sábado deste final de semana o carro da Carol foi arrombado na Rua Demétrio Ribeiro  centro de Poa, em quanto ela mais a Vanessa e o Jonas faziam um lanche no Bar Guaipéca.
Abaixo esta a lista de cada um com os equipos que foram furtados.   alem das 3 mochilas com equipamentos teve o furto de mais o estepe do carro e uma máquina fotográfica, quem souber qualquer coisa avise a policia ou a nós mesmos...
Boas escaladas a todos!!!
Obrigado...
fone: 051-98364119 Moisés



Vanessa Staldoni Oliveira
·  1 mochila azul de 38 l da Montanha.
·  1 cadeirinha da Conquista, modelo Aerada.
·  1 daisy chain roxa da Metolius.
·  1 mosquetão D de rosca da Faders.
·  1 mosquetão D sem trava da Conquista.
·  1 mosquetão HMS da Luck.
·  1 par de sapatilhas Evolv, modelo Pontas, número 6,0.
·  1 saco de magnésio verde da Montanha.
·  1 headlamp Tikka Plus da Petzl.
·  1 freio oito amarelo da Frendo.
·  1 corta vento verde da Trilhas e Rumos.
·  6 costuras montadas com fita vermelha e preta de 60cm e mosquetões ovais de marcas diversas.
·  1 canivete da Vitorinox modelo waiter.
 

Carolina Donadussi
A minha lista de equipamentos roubados:
-1 mochila salomon Verde
-10 expressas
-3 mosquetões HMS
-2 auto segurança rosa
-1 fita preta
-vários cordeletes
-2 ATC..um rosa e outro laranja
-1 freio Oito da Black Diamond
-2 mosquetões azuis oval
-1 corda de 50 metros da beal..cinza com azul de 10mm
-1 sapatilha trinity da Snake numero 38
-1 saco de magnésio azul e branco
-1 cadeirinha Black Diamond preta com azul
 

Jonas Alex Pedroso
1 Mochila Trilhas e Rumos Crampon 44l
1 Cadeirinha Black Diamond Momentun
1 Freio reverso Petzl verde
1 Mosquetão Petzl Attache Azul
1 Fita tubular laranja 1m e 1/2
1 GriGri Azul
1 Anel de fita tubular azul 80cm
1 Par de sapatilhas Evolv Pontas
1 Par de sapatilhas Snake
1 Mosquetão HMS Black Diamond c/ trava automática
1 Óculos de sol speedo
1 Relógio Nike
2 Mosquetões Mammut com trava
6 Costuras Black Diamond
4 Costuras com fitas petzl de 25cm e mosquetões BD

sábado, 17 de dezembro de 2011

ATENÇÂO: Equipos de escalada Roubados!!!

Pessoal hoje em Porto Alegre o carro da Carolina Donnadussi Loureiro foi arrombado o porta malas e levaram a mochila dela a mochila da Vanessa Staldoni e a mochila do Jonas Alex Pedroso, ambas com todo os equipamentos de escalada deles.
Pedi a eles que façam um relatório completo dos equipamentos pra melhor divulgação, assim que tiver vou passar a todos pra que qualquer venda suspeita seja comunicada a policia!!!
Obrigado ai galera!!!
Abração a todos...

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Utilidade Pública, Pico do Canastra!

 O bloco de pedra que estava solto na ultima enfiada de corda da via Ronco do Bugio no Pico do Canastra conforme o relato do Rafael Caon, foi removido neste final de semana 04/12/11 por mim Moisés e não ouve dano algum na parte inferior da via, o bloco ficou trancado junto a outros em uma rais de arvore no platô do almoço.
Para remoção do bloco fiz uma APR avaliação preliminar de risco, que no qual realmente o mesmo estava muito solto e não avia sentido recolocar no lugar novamente, pois o risco de algum escalador com pouca experiência vir a segura no mesmo erá grande, sendo assim fiz sua remoção. O risco de acidente maior era de acertar o segurador pois estava na linha do segue, mas também avia possibilidade do guia se pego de surpresa dependendo do seu posicionamento na escalada. Obs. o bloco devia ter uns 20 kg.

100 de Montanhismo Brasileiro

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Poincenot - El Chalten 2011

A temporada em El Chalten começa muito bem para o Gaúcho Ricardo Baltazar (Ratinho), já de começo fez a Agulha Poincenont junta mente com os Austriacos, Toni Polhaizer e Lui.
Parabéns por mais esta escalada meu velho e que venham outras mais!!!


terça-feira, 27 de setembro de 2011

GT de Manutenção Itacolomi

- Então as vias são:
- Via Sul 1 parada dupla barra rosqueada inox 3/8 x 14 cm. colada com Sicadur 32
- Via Norte 5 proteções barra rosqueada inox 3/8 x 14 cm. + 1 parada 3/8 x 15,7 esta parada serve tanto pra via Norte quanto para a via do Diedro.
- Final de semana que vem iremos colocar as chapeletas nas proteções que já estarão secas, serão retirados somente os pinos de regrampiações, os originais de conquista serão preservado como fato histórico.
- A Via MORANGOS ficou sem as PROTEÇÕES e também recebera um trabalho mais elaborado pra tentarmos deixar suas proteções nos locais de origem, será um trabalho de cirurgião espero que de certo.
- A mesma atenção vai receber a Via Gangrena, serão retida as antigas e recolocadas as proteções novas no mesmo lugar se possível.
Há e o Pico esta como o de sempre sem problema algum, não estariamos envestindo uma puta grana e horas de trabalho lá pra nada!!!
 
Abraços a todos...
Moisés R. de Oliveira

terça-feira, 20 de setembro de 2011

TIBET Mountain: GT de manutenção do Morro do Itacolomi

TIBET Mountain: GT de manutenção do Morro do Itacolomi

GT de manutenção do Morro do Itacolomi

Sabado 24/09/11 & Domingo25/09/11

Galera neste findi continua os trabalhos de manutenção das trilhas do Ita, convocamos a quem puder ajudar nesta empreitada!
E assim que terminar as trilhas vamos fazer algumas trocas de proteções das vias que estão precisando, mas isto é pra mais adiante.
Quem puder deixar de escalar e se doar um pouco pra quele que nosso berço histórico do montanhismo Gaúcho, o nosso muito obrigado desde já e a mãe natureza também agradece!!!

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Amadurecimento da Escalada Brasileira

Por Antonio Paulo Faria

"Amadurecimento" talvez seja a melhor palavra para definir o estágio em que se encontra a escalada esportiva e de grandes paredes no Brasil, e alpina, praticada por brasileiros fora do país. Isso pode ser provado pelo a quantidade de escaladores com idade acima dos quarenta anos, que continuam escalando em padrão elevado. Isso gera qualidade, experiência, conhecimento, ou seja, podemos entender isso como amadurecimento, não apenas das pessoas, mas da escalada também.

No Brasil da década de 1970, praticamente não havia escaladores na casa dos 40 anos de idade com rendimento acima da média. Mesmo porque a escalada por aqui ainda engatinhava, com poucas centenas de praticantes e número igual de vias de escalada. Em todo o país o total de vias não chegava a 300. Na verdade, a evolução entre os anos 40 e 60 foi quase inexistente, melhorou um pouco nos anos 70. A verdade é que escalada naqueles tempos era mais uma atividade social promovida nos clubes, que uma atividade esportiva. Entretanto, alguns jovens escaladores que começaram suas atividades no final da década de 1970 e início dos anos 80, continuam muito ativos, trazendo qualidade, conhecimento e dando grandes contribuições. Eles convivem com os jovens, produzindo uma química perfeita, mesclando paixão, energia nova e vibrante, muita vontade e experiência. O resultado estamos vivenciando hoje, escaladas de qualidade e escaladores de alto nível. Ou seja, o abismo que nos separava da Europa e da América do Norte nos anos 70 e 80, foi diminuindo a partir da década de 1990. Hoje essa diferença qualitativa é pequena, embora continue grande em termos do número total de escaladores e mercado.

Porém, em termos de publicações houve retrocesso. O auge foi entre os anos 2004 e 2006. Pode ter sido coincidência, mas nesse período chegamos a contar com três revistas e dois informativos que nos davam notícias sobre o que acontecia no meio, além de vários livros publicados. Hoje, com muita tristeza, sobrou apenas um informativo, o Mountain Voices. Existem alguns sítios na Internet, mas que são voláteis, não sabemos quando sairão do ar. Felizmente, a publicação de guias de escalada continua a crescer. Eles têm importância fundamental porque narram a evolução histórica do local, além de nortear os princípios éticos criados pelos escaladores mais antigos.

Obviamente a evolução da escalada é feita pelos jovens talentos, mas sobre uma base formada pelos escaladores seniores. Sem os "antigos" não haveria evolução. E isso pode ser considerado como amadurecimento. O resto desta análise será baseada na experiência desses escaladores seniores.

Há vinte anos era quase impossível imaginar um brasileiro com 40 anos escalando décimo grau, primeiro porque não existia vias desse nível no Brasil (com exceção da Southern Confort, no Rio de Janeiro), depois porque não tinha gente mesmo. Mas hoje é diferente. Vejamos o exemplo do André Martins Godoffe, de 47 anos, encadenando vias de Xb. Ele que começou a escalar com 30 anos. Existem outros brasileiros que escalam décimo grau e que completaram 40 anos de idade, ou que escalam por mais de vinte anos. Por exemplo: Luis Cláudio Pita, Luis Cláudio Ralf, Fabio Muniz, Eduardo Barão e Fernando Motta. Mas se abaixarmos para o patamar do nono grau, vários outros podem ser inseridos nesta lista, a exemplo de escaladores completos, como: Eliseu Frechou, Jose Luis Kavamura, Sergio Tartari, Alexandre Portela e Bernardo Collares. Este último faleceu aos 46 anos, em sua melhor forma. Como o universo da escalada esportiva é grande, e não lembro ou conheço todos, esta lista ainda pode crescer consideravelmente com os "novos quarentões" que escalam graus elevados, mas que estão em atividade há pouco tempo, a exemplo do Henrique "Gironha", de Lençóis (BA).

Enquanto que a escalada esportiva é dominada pelos muito jovens, de 15 a 25 anos de idade, nas grandes paredes ocorre o contrário, predomina escaladores com mais de 30 anos. Nesse segmento existe grande entrosamento entre pessoas com faixas etárias e nível de experiência distintas. O exemplo mais recente foi a abertura da Nova Era, na Pedra do Sino, Teresópolis, por Hillo Santana (43) e Lucas Marques (30), escalada que possui 15 enfiadas de corda em livre, a mais difícil sendo IXc.

Memorável também foi a escalada do Salto Angel (Venezuela), possivelmente a mais difícil e complexa realizada por brasileiros. A equipe sênior era formada pelo o Sergio Tartari (49), Jose Luiz Hartmann (44) e Edemilson Padilha (39), além de Waldemar Niclevicz (45), que patrocinou a expedição. Se levarmos em conta que o Tartari ainda participou da conquista de uma nova via no Fitz Roy, em dezembro de 2010, e o Padilha na conquista da Place of Happiness, na Pedra Riscada (MG), em 2009, podemos concluir que a abertura dessas vias complexas e difíceis depende de muita experiência, como ocorreu também com o Eliseu Frechou (43) e o Marcio Bruno (37) em 2010, quando abriram uma nova via no Monte Roraima. Outros nomes precisam ser lembrados por suas grandes contribuições em grandes paredes, entre eles: Emerson Azeredo (42), Eduardo Vianna (40) e Gustavo Piancastelli (40).

Embora o universo feminino seja menor, com quase 20% do total de praticantes, existem pouquíssimas mulheres na casa dos quarenta, ou "quase lá", que escalam até nono grau. A grande maioria pratica apenas escalada esportiva. O número reduzido de mulheres com experiência em grandes paredes reflete numa produção quase ausente, salvo a Karina Filgueiras, que abriu sozinha a Transbau (5°Sup VIIa E3 280 m), em 2011, na Pedra do Baú (SP). A Roberta Nunes, que apesar de ter falecido aos 34 anos, acumulava grande experiência e tornou-se a melhor e a mais completa escaladora brasileira. Não citarei outros nomes devido à sensibilidade feminina, no que se refere à idade, o que é um tabu.

Em 2010 tive uma experiência interessante, a Mônica Pranzl e eu levamos John e Stella, um casal inglês, ambos com 64 anos, para subir uma via de sexto grau, com quatro esticões de corda. Escaladores ativos durante 50 anos, eles fizeram questão de fazer a própria cordada independente. Ficamos fascinados em ver John guiando rápido, sempre sorrindo e se divertindo muito, mesmo com o tempo ruim. O mesmo para Stella.

Alguns da minha geração e provavelmente muitos das gerações posteriores também chegarão no mesmo estágio que esses ingleses. Existem alguns poucos escaladores brasileiros com mais de sessenta anos escalando relativamente bem. Em junho de 2008 passei por outro momento fantástico, no Pico Maior de Friburgo. Fui escalar a "Decadence" com o Fabio Muniz e no cume, encontramos alguns senhores: Carrozzino (64), Jean Pierre (59) e Ivan Calou (54). O Carrozzino ficou espantado porque eu (47) e o Fábio (42) levamos pouco mais de três horas para chegar ao cume. Mas fomos nós que ficamos surpresos de encontrar aquele senhor de 64 anos. Entretanto, mais surpreso ainda fiquei depois, ao saber que o Jair Lourenço, aos 70 anos, havia também subido a via Leste no dia anterior, em apenas seis horas. Acredito que o Jair bateu o recorde brasileiro com mais tempo em atividade, escalando bem durante 50 anos. Pena que faleceu em 2008. Enfim, foi uma coincidência enorme e emocionante juntar todos esses grandes escaladores no Pico Maior de Friburgo, naquele final de semana. Aliás, fica aqui uma sugestão, encontros anuais de veteranos nos Três Picos. Isto vem sendo feito numa reunião social no Centro Excursionista Brasileiro.

Em se tratando de montanhas alpinas em altitude elevada, também houve amadurecimento por parte dos brasileiros, que passaram a escalar com mais freqüência e ganharam muita experiência. Por exemplo, oito brasileiros tiveram sucesso no Everest, incluindo uma mulher. Mas muitos outros tentaram, alguns com idades na faixa dos 50 anos. Entretanto, o que tem sido feito pelos brasileiros, até o momento, é subir vias normais de montanhas altas no Himalaia, nos Andes e na América do Norte, mas muitas vezes em expedições comerciais guiadas por estrangeiros. Ou seja, neste campo ainda há muito que evoluir, mas já existem brasileiros com grande potencial.

Voltando ao Brasil, o que existe de escaladores seniores com boa performance ainda é muito pouco, a pirâmide etária precisa mudar de forma, tem que se transformar em torre, com mais seniores escalando. Infelizmente lembro de poucos de gerações anteriores a minha que continuam dando grandes contribuições, conquistando vias novas e de qualidade, a exemplo do Bito Meyer (54), André Ilha (53) e Tonico Magalhães (52). Mas acredito que é questão de tempo, as gerações de meia idade estão provando isso e prometem chegar aos 60 e 70 escalando bem. Aliás, do jeito que o estilo de vida e a longevidade estão evoluindo, podemos esperar pessoas escalando bem aos 80, como acontece na América do Norte e na Europa.

Concluindo, fica registrado o seguinte, o importante em qualquer atividade física é não parar, no nosso caso, basta apenas continuar escalando regularmente e sem excessos. Isso é uma das variáveis já conhecidas da equação para atingir uma vinda longa e sadia. O Jair Lourenço foi um exemplo importante, principalmente para muitos "velhos de verdade" com seus 30, 40 e 50 anos. Impressionante é ver péssimos escaladores usando a idade como desculpas, e já vi garoto de 28 anos falando tal asneira: "… Não estou escalando bem, estou ficando velho."

Boas escaladas e lembrem-se, não seja velho precoce, a velhice está em sua cabeça.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Multirão de limpeza e manutenção das trilhas do Itacolomi

Galera neste findi vai rola um multirão pra fazermos uma limpeza nas trilhas e arredores do Itacolomi isso é no Sabado!!! Domingo e nos próximos finais de semana teremos a manutenção, fazer contenções das trilhas vai ser um trabalho pesado mas temos que fazer.
Quem puder deixar de escalar e se doar um pouco pra quele que nosso berço histórico do montanhismo Gaúcho, o nosso muito obrigado desde já e a mãe natureza também agradece!!!

Via No Caminho do Bem ( Paredes pequenas a esquerda no fundo da Canastra)

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Um assunto muito serio este, poderia até ser caso de policia!!!

https://www.buzzero.com/cursos-online-de-esportes/curso-online-iniciacao-em-rapel_282

Curso de Rapel online!???

Internet aceita tudo, mas creio que as pessoas tem que saber o que é certo e o errado e este é um caso serio a ser refletido, pessoas querendo matar outras e denegrindo uma técnica do montanhismo.
Rapel é uma técnica de descida de montanha e não um esporte! praticar rapel é muito fácil até saco de batata, piano rapela, difícil é sair da roubada!!! Rapelar vai muito mais alem disso tudo, temos varias técnicas a serem treinadas pra caso de um eventual acidente com alguém ou você mesmo, saber como agir nestas horas.
Não se aprende técnica de escalada ou montanhismo a distancia isto é coisa seria, se trata de vida é vida você só tem uma, somente um curso presencial e bem preparado por alguém com experiência lhe dara conhecimento para estas práticas X treinamento das técnicas, seriedade e dedicação.
Bom eu poderia escrever varias linhas aqui com este assunto, mas vou dizer só uma coisa não se deixem enganar por pessoas que só querem ganhar dinheiro, procure um clube, associação ou procure um intrutor reconhecido, busque informações sobre o seu instrutor através de pessoas que o conheçam ou com os clubes de montanhismo, lojas de escalada etc...

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Elton e a Bailarina

Este video é de uma pessoa que eu conheci no meu primeiro dia de escalada no morro do Itacolomi em Gravatai RS, um cara simples de bom coração, honesto, verdadeiro, amigo de quem chega e conversa com ele são algumas das qualidades que eu adimiro em uma pessoa neste mundo em que vivemos de tantas coisas ruins que acontecem por ai!!!
Vocês dois são pessoas especiais na vida de qualquer um que vier a ser seus amigos!
Meu grande amigo e irmão lhe desejo a ti e a Aline todo sucesso, paz e luz do mundo em suas vidas!!!
Grande abraço!!!
Moisés R. de Oliveira

quinta-feira, 23 de junho de 2011

sábado, 12 de março de 2011

Casa de Pedra - Bagé

IMPORTANTE, REPASSANDO!!

Atençao pessoal!!! Aviso IMPORTANTE!!!!!!!!

Venho comunicar pra galera que apartir de agora é necessário avisar(com antecedencia) aos proprietarios das terras quando forem escalar na Casa de Pedra (acampar ou passar o dia).
Conversamos com os proprietarios no ultimo feriadão e eles pediram para nós repassar este aviso à comunidade de escaladores.
Assim, quando forem pras bandas da Casa de Pedra AVISAR POR E-MAIL para os seguintes endereços:

semensul@alternet.com.br 
medvetmi@alternet.com.br

REPASSEM ESTA INFORMAÇAO PARA TODOS ESCALADORES QUE VC PUDER!!!!

Abraço e boas escaladas!!!!!!!

Gabriel T Netto

terça-feira, 1 de março de 2011

Ricardo Baltazar Faz o cume do Fitz Roy

EEEIIAIIAAAAA!!!!
SAIU LOCOOOOOO!!! CRAVEI O BICHANO!!!!!!
CUME DO FITZ FOY FEITO!!!! AGORA SIM JA POSSO VOLTAR TRANQUILO!!!!

muito massa. saimos eu o julio no sabado pro passo superior ( alta caminhada alpina ) e nos instalamos no bivac la pelas 4 da tarde.
tinha um montao de gente pra atacar o fitz tambem, como umas 5 cordadas. engolimos o bivac gelado so no saquinho e as 11 hs da noite
nos levantamnos pra comer e ir atacar a famigerada brecha dos italianos. pela 1h da manha de domingo estavamos em marcha cruzando
o glaciar do passo superior cheio de greta sinistras ( iamos encordados eu na frente abrindo caminho e seguindo tres argentinos que sairam
primeiro que nos ). saltei varias gretas e entrei com uma perna dentro de uma pequena.
sobe, sobe chegamos ao pè da brecha la pelas 3 da manha e ae nos preparamos pra trepar a rymaia ( sinistra ) e escalar os 300 metros de
misto e 5 grau. demoramos um pouco porque logo encostou um espanhol e um argentino e nos embolamos um pouco
mas tiramos pra arriba. chegamos no topo da silla dos franceses ( pè da rocha ) la pelas 9 da mnha e ae tava uma muvuca!!!!
tinha um casal logo na segunda cordada ( que nao se moviam ) uma cordada de barilhoche logo por baixo na primeira cordada, os tres argentinos
no pè da via esperando pra entrar e nòs que chegamnos seguidos do espanhol e o argentino. ae esperamos ao sol ( dormi um pouco ) e os tres
argentinos entraram na 1 cordada ( um 6a ) mas nao se moviam os fia da puta. julio comnecou falar em descer, desistir e a situacao comecou
a ficar tarde ja eram quase meio dia!!! e o normal e comecar a parte de rocha as 7 hs!!!!!
dae o argentino que estava com o espànhol resolveu desistir. ia baixar e nos perguntou se nos aceitavamos o espanhol ( se chama Ino).
dissemos que sim que iamos escalar que ele podia vir conosco. tinha que ver o loco, tava quase chorando pra escalar, a parte o dia
tava ducaralho.
bom, peguei a ponta da corda e comecei o baile. passei voando peloa 6a. os julio e o ino vinham escalando juntos limpando. na 3 cordada pedi
licenca pros tres argentinos pra passar pq eles ia igual tartaruga e a parede jorrava agua das fendas pq o verglas tava derretndo com o calor que fazia.
passei os argentinos e comi um 6b+ molhado, frio e de 50 metros em um diedro. dale friends. depois guiei uma cordada masi e passei a bola pro julio.
ele guiou tambem umas 5 cordadas e passou pra mim de novo. ( o espanhol nao escalava mto bem em rocha )fiz um par de cordadas e encarei
a ultima pra sair na rampa de neve que da acesso ao cume, um 6c ( frances ) duro e gelado ( ja eram umasa 9 hs, quase noite aqui ). artificializei o passo de 6c
 e meti o restante em livre. subiram os loco e dae comecou a epopèia!!!
a tal rampa final nao tem nada de faci, maior robada!!!! de noite de lanterna, um frio ducaralho. eu tava com todas as ropa e cagado de frio nunca passei tanto frio em minha vida ( estou com os dois dedao do pe insensiveis, dormentes ainda ). foram um 300 metros de misto a 50º graus um gelo petrificado pelo vento
que nem os crampom agarravo direito. esse tramo passamoa a bola pro espanhol conmo forma d ele pagar o arrego que demo pra ele. o bixo foi bem, de piqueta e crampom foi encontarndo o caminho mais demorava muitissimo!!! esse parte final do fitz e enorme e ruim de se orientar. eu assegurava e as vezes o julio assegurava enquanto eu tentava dormir batendo queixo. ja eram as 2 da madrugada de segunda e nada de cume e a moral baxando, desidratados com fome, e perdidos. aumentou o vento. entao chegamos ao pè de uma trepada de rocha e gelo e decidimos parar, tava mto sinistro, eu nao conseguia parar acordado,
dormia ate escalando de segundo. dale, engolimos aquele bivac famoso quase no cume. eu construi uma especie de taipa, pirca de pedra pra me proteger do vento e organizei a favela brasileira ( plastico, manta termica, mochila pra entar dentro e essas coisas ) o Ino entrou par dentro da bolsinha de bivac de mariconeo da nort face maricon!!! e o julio acho que nem dormiu, ficou derretendo neve com o jetboil e disse que dormiu um pouco ate que ferveu a agua e derramou entra as perna dele.
sonhei um pouco aqueles sonhos qdo se esta em casa quentinho com a galera. te acorda e tem que encarar a dura realidade. na puta que pariu, gealado, fudido, cansado, exposto e como uma formiga pronta pra ser varrida da face da terra. acordamos co o sol nascendo engolimos um liofilizado e olhamos a parede final nao era masi tao feia qto parecia de noite. era uma trepindanga entre blocos e gelo. dale pra arriba 30 minutos cume do fitz roy com o sol nascendo loco.
ficamos uma hora no cume sacando foto e rindo. dava pra ver tudo embaixo, poincenot, guillamet, el chalten e inclusive o torre ja nao era tao imponente.
comemoramo e comecamo a caravana da coragem!!!! descer todo morro. rapel e rapel sem fim. mas por sorte deu tudo certo, a corda trancou so um vez e foi facil reverte.
   
Outros 3 cumes feitos na mesma temporada: Guillamet, El Mocho e Media Luna!!!

Parabéns mil vezes meu velho, isso que você fez não é pra qualquer um você sabe e eu sei bem o quanto é foda este clima ai e qual o valor de cada metro de escalada que você fez em um lugar como a Patagônia, terreno duro mesmo e com os meios que você foi e consegui tudo isso tens o meu respeito e adimiração cara nem tenho palavra pra te homenagear!!!
Este ano como te falei estava louco pra ir e fazermos esta indiada, mas não deu quem sabe ano que vem possamos fazer algo, tem o Torre em é um sonho meu borá guri rsrsrsr!!!
Abração... Mosés R. de Oliveira

     



 

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Fabinho das Ressolas do Rio de Janeiro

Salve galera da escalada. A ressola continua !

Alguns de vocês já sabem que eu passei minha oficina e toda tecnologia desenvolvida em 16 anos de ressolas para um novo profissional. Trata-se do Stefano Taichi ( http://br.mc1104.mail.yahoo.com/mc/compose?to=stefanotaichiressolas%40gmail.com ), escalador, artista plástico de formação e com muitos anos de experiência em diversos tipos de trabalhos manuais. É muito habilidoso e rapidamente assimilou as técnicas e segredos de uma ressola perfeita. Quem já viu as suas primeiras ressolas sabe do que estou falando.

Foram alguns dias de curso, finalizado essa semana. Nos próximos dias, ele fará a mudança de todas as máquinas e ferramentas da oficina para seu atelier. Também nos próximos dias irá chegar sua primeira encomenda de solas Five-Ten Stealth e Vibram XSGrip.

Além das ressolas de sapatilha, passei para ele as técnicas para ressola de botas de caminhada, utilizando o solado Vibram Outdoor. Esse serviço começará a ser feito numa segunda etapa, após a estruturação de seu atelier e implementação dos serviços de ressola de sapatilhas.

Stefano receberá também uma " Certificação Fabiano Ressolas " , garantindo aos futuros clientes a qualidade herdada do meu serviço.

Espero dessa meneira deixar o meu legado para a comunidade de escaladores do Brasil. Mais uma vez agradeço à todos os meus clientes por tantos anos de trabalho e desejo à voces muitas alegrias e conquistas.

Um grande abraço,

Fabiano

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Tentativa de Honicídio em Massa!

Como de costume toda última sexta feira de cada mês  temos a Massa Crítica, que é um manifesto de ciclistas pra que tenhamos menos carros nas ruas e assim menos poluição e mais consciência  e tolerância com pedestres e ciclistas, mas dia 25/02/2011 não foi isso que um motorista teve ao atropelar propositalmente todos os ciclista que ele podes acerta com seu veículo, uma verdadeira tentativa homicídio uma pena que os jornais e meios de comunicação não tenham tido o mesmo conhecimento do códico penal pra este cidadão se é que pode ser chamado assim, sim foi chamado de acidente de trânsito!!!
Mas vou deixa pra quem ainda não tenha visto o link do Massa Crítica que tem vários vídeos mostrando bem o acontecido Link: http://massacriticapoa.wordpress.com/

2ª EDIÇÃO DO ESCABLUES EM VILA MARIA-RS

Salve Galera do Montanhismo noticias do Próximo Encontro no Rio Grande do Sul.

O ESCABLUES EM VILA MARIA - RS


A primeira edição do ESCABLUES em outubro de 2009 foi um sucesso, muita escalada, pessoal de várias cidades do RS e SC, várias histórias e causos de escalada, palestras e integração geral do pessoal.

Agora vamos pra a segunda edição: ESCABLUES P2 - ESCALADA TRADICIONAL. A segunda edição, de um dos únicos encontros de escalda tradicional do RS, será durante a Páscoa deste ano: dias 21, 22, 23 e 24 de abril de 2011 em Vila Maria - RS.

Detalhes das vias, programação (algumas palestras ainda serão confirmadas) e fotos estão disponíveis no site oficial do evento: www.escablues.com.br

Caso queira entrar em contato para mais informações, favor mandar um email para contato@escablues.com.br

Em breve mais informações.






sábado, 12 de fevereiro de 2011

Pico do Canastra - Canela RS

Tabela comparativa de tamanhos equivalentes entre as marcas de friends

Pica da Canastra - Canela RS

Pico da Canastra - Canela RS

Pedra da Cruz - Croqui da via Feliz páscoa

Esta é  a ultima via que conquistei por la e só tem esta cordada pronta, ainda resta conquista mais uma ou duas cordadas! É uma via no estilo aderência tipo que não temos muito aqui no sul, mas é uma ótima via pra iniciantes de escalada neste estilo ou somente pra curti uma via longa, já que as vias da face principal são de no máximo 50 mts.

Croqui de vias - Pedra da Cruz Minas do Camaquã - RS

                 
Minas do Camaquã fica a 311 Km de Porto a Alegre, 60 Km após Caçapava do Sul indo pela BR 153 em direção a Bagé. É um lugar de uma beleza e uma tranquilidade maravilhosa, alem da escalada tem uma barragem na margem da rocha que da pra curti um banho, alem de pode praticar outros sportes como caminhada, biky, remo, motocross, voo livre etc... O local tem muito potencial pra novas conquistas em outras rochas espalhadas por todo lado, o tipo de rocha é o conglomerado.Na cidade tem pousadas, um supermercado pequeno, posto de gasolina, geralmente o pessoal que escala fica acampado nas terras do Sr. Alvaro que tem divisa com a pedra da cruz, com água e luz e um preço ótimo você ainda tem o prazer de conhecer uma pessoa maguinifica que é seu Alvaro.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Este é um meio de você ver quanto ainda resta de sol, quando estas fazendo uma caminhada que pode não chegar ao fim de seu destino no mesmo dia e terá que fazer um bivaque. (Obs. Aproximadamente 15 mim. não é ezato!)


                                                                                                                                                                                              

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Frey - 2010

 
Dezembro de 2010 nevasca de dois dias e duas noites que pegamos no Frey Argentina, fazia 4 anos que não nevava tanto assim nesta época!

sábado, 5 de fevereiro de 2011

TIBET Mountain: SERVIÇOS DE GUIA E EXPEDIÇÕES

TIBET Mountain: SERVIÇOS DE GUIA E EXPEDIÇÕES

TIBET Mountain: TIBET Mountain: CURSO AVANÇADO DE ESCALADA

TIBET Mountain: TIBET Mountain: CURSO AVANÇADO DE ESCALADA

TIBET Mountain: CURSO BÁSICO ESCALADA EM ROCHA

TIBET Mountain: CURSO BÁSICO ESCALADA EM ROCHA

Lanín


Volcán Lanín


Frey 2010 Argentina

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

SERVIÇOS DE GUIA E EXPEDIÇÕES

Estes serviços são feitos atraves de contato direto, escalada guiada em todo o Rio Grande do Sul e Expedições pra fora do Rio Grande do Sul, Brasil, Argentina. A traves dos email: moisesescalada@yahoo.com.br ou tibetmountain@hotmail.com.br - fone: 051 98364119 ou 051-82705125

CURSO AVANÇADO DE ESCALADA

Este curso tem como objetivo, ensinar as técnicas da escalada com proteções móveis, mecânica ativa, passiva, proteções fixa e natural, técnicas de escalada artificial e conquistas de vias, todos tipos de nós e voltas, ancoragens móveis e natural e todos os tópicos envolvidos em uma escalada de grande parede. Todos estes tópicos são elaborados no curso conforme a necessidade e desejo do aluno. O aluno deve já escalar um 6º graú confortavel. Maiores informoções o aluno deve entrar em contato direto!!!